Turquia impõe tributo de 40% sobre veículos importados da China Por Reuters


ISTANBUL (Reuters) – A Turquia vai colocar um imposto de 40% sobre a importação de veículos da China, com o objetivo de interromper a possível deterioração das transações correntes e proteger as montadoras nacionais, informou neste sábado o Ministério do Comércio.

A China está enfrentando cada vez mais pressão comercial em todo o mundo devido à exportação de veículos elétricos, que muitos países afirmam ser muito subsidiados por Pequim como apoio a sua economia, que enfrenta dificuldades. A Comissão Europeia deve anunciar na semana que vem se imporá tributos extras provisórios sobre os bens.

A tarifa turca será de no mínimo 7.000 dólares por veículo, com efeito a partir de 7 de julho, informou um decreto presidencial publicado no Diário Oficial.

“Uma tarifa adicional será imposta sobre a importação de veículos de passageiros convencionais e híbridos da China, para aumentar e proteger a fatia de produção doméstica, que está em queda”, informou o ministério.

Em comunicado, o ministério também afirmou que a decisão de colocar um imposto adicional foi tomada levando em consideração as atuais metas de déficit em conta corrente e os esforços para aumentar o investimento e produção no próprio país.





LEIA MATÉRIA ORIGINAL