Relatório VC de fevereiro mostra que o número de projetos de arrecadação de fundos aumentou 14%


De acordo com as estatísticas da RootData, houve um total de 134 projetos de investimento público no setor de capital de risco de criptomoeda em fevereiro, um aumento de 13,6% em relação a janeiro de 2024 (que teve 118 projetos) e um aumento de 1,5% ano a ano (em comparação com fevereiro de 2023, que contou com 132 projetos). Nota: Como nem todas as rodadas de financiamento são anunciadas no mesmo mês, os valores acima poderão aumentar no futuro. As principais classificações da indústria são as seguintes:

Fonte: Wublockchain

Em fevereiro, entre as diversas faixas do mercado de criptomoedas, o valor do financiamento para projetos de infraestrutura representava aproximadamente 24%, DeFi aproximadamente 16%, CeFi aproximadamente 5%, NFT/GameFi aproximadamente 13% e L1/L2 aproximadamente 7%.

O montante total do financiamento em fevereiro foi de 700 milhões de dólares, um aumento de 6,1% em comparação com janeiro de 2024 (660 milhões de dólares) e uma diminuição de 27,1% em relação ao ano anterior em comparação com fevereiro de 2023 (960 milhões de dólares). Entre elas, as 10 principais rodadas por valor são as seguintes:

A Andreessen Horowitz (a16z) investiu US$ 100 milhões na EigenLayer, com o fundador Kannan afirmando que a16z foi o único investidor nesta rodada. Anteriormente, a empresa arrecadou US$ 50 milhões em uma rodada em março e atualmente se recusa a fornecer a avaliação da EigenLayer.

O projeto L1/L2 Flare Network arrecadou US$ 35 milhões em financiamento privado, com Kenetic, Aves Lair e outros participando do investimento. Os primeiros investidores no projeto concordaram voluntariamente em estender a alocação de tokens de 2024 até o primeiro trimestre de 2026 e implementar restrições de vendas, limitando as vendas diárias a não mais que 0,5% do volume total de negociação. Flare apoia a criação de protocolos de contratos inteligentes, com foco em precificação oracle.

O projeto modular Avail on Polygon concluiu uma rodada inicial de financiamento de US$ 27 milhões, liderada pelo Founders Fund e Dragonfly. O Avail foi desmembrado da Polygon em março de 2023, com o objetivo de fornecer soluções de disponibilidade de dados, e os novos fundos serão usados para desenvolver seus três produtos principais: Avail DA, Nexus e Fusion Security.

O aplicativo de pagamento criptográfico móvel Oobit anunciou que levantou uma rodada de financiamento da Série A de US$ 25 milhões, com a participação do cofundador do Solana Labs, Anatoly Yakovenko, e da Tether Limited. O financiamento ajudará na sua expansão na região Ásia-Pacífico, na América Latina e nos Emirados Árabes Unidos. A Oobit planeja permitir que carteiras eletrônicas externas façam pagamentos criptografados.

O Protocolo de interoperabilidade entre cadeias Analog concluiu uma rodada inicial de US$ 16 milhões e uma rodada estratégica de financiamento com uma avaliação de US$ 120 milhões, liderada pela Tribe Capital, com participação de NGC Ventures, Wintermute, GSR, NEAR, Orange DAO, Samara Asset Group de Mike Novogratz, Balaji Srinivasan e outros. A equipe principal da Analog está localizada em Bangkok e Zurique.

O projeto modular Lava concluiu uma rodada inicial de financiamento de US$ 15 milhões, liderada conjuntamente pela Jump Capital, Hashkey Capital e Tribe Capital, com executivos não divulgados da Celestia, Cosmos, StarkWare, Filecoin e outros ecossistemas de blockchain também participando desta rodada de financiamento. A rede Lava está atualmente em fase de teste.

O projeto rollup AltLayer concluiu uma rodada estratégica de financiamento de US$ 14,4 milhões, co-liderada pela Polychain Capital e Hack VC, com a participação da OKX Ventures, HashKey Capital, Bankless Ventures, Primitive Ventures, SevenX, Bas1s Ventures, Mask Network, IOSG e TRGC.

O projeto L1/L2 Nibiru Chain anunciou a conclusão de uma rodada de financiamento de US$ 12 milhões, com investidores incluindo Kraken Ventures, ArkStream e NGC Ventures, entre outros. Além disso, Nibiru completou um total de US$ 6 milhões em vendas comunitárias na CoinList.

O projeto DePIN MXC recebeu um investimento estratégico de US$ 10 milhões liderado pela JDI Ventures, uma subsidiária da JDI Global. A equipe MXC lançou a primeira solução Layer3 zkEVM no Arbitrum.

A empresa de carteiras MPC Fordefi anunciou a conclusão de um financiamento de US$ 10 milhões, liderado pela Electric.

Conclui-se, portanto, que o mercado de venture capital voltou a se aquecer e buscar oportunidades em todos os segmentos da indústria de cripto, com muitas soluções baseadas em L1 e L2 captando e principalmente infraestrutura sendo o setor com mais captações.



LEIA MATÉRIA ORIGINAL