A retomada começou, avisa analista gráfico; veja alta que índice pode buscar – Money Times


Para a analista gráfico da PagBank, Bianca Passerini, a retomada do índice começou. (Imagem: Marcio Juliboni/Money Times)

O Ibovespa, após sofrer duro golpe em abril e desabar 1,9%, agora parece mostrar forças. Na semana, o índice subiu 1,56%. Dados positivos, tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil, animaram.

Lá fora, os números no país apontaram para uma economia menos forte, por assim dizer. As cifras ainda mostram o vigor na economia americana, mas em menor intensidade. Ademais, Jerome Powell deixou aberta a porta para cortes ainda este ano.

Aqui no Brasil, além da inflação mais controlada, a Moddys elevou a perspectiva de mudança do rating soberano do país para positivo.

Na última quarta, a agência reafirmou a classificação de risco de crédito do Brasil em Ba2 e alterou a perspectiva do país de “estável” para “positiva”.

“Com um maior controle da nossa inflação graças a manobras bem acertadas do BC, vemos as curvas futuras de juros arrefecendo e dólar diminuindo o viés de alta na semana”, colocou Anderson Silva, head de renda variável e sócio da GT Capital.

Ele explica que taxas de juros mais baixas significam custos de empréstimos mais baixos para as empresas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ibovespa: Agora vai?

Para a analista gráfico da PagBank, Bianca Passerini, a retomada do índice começou.

“O Ibovespa segue em processo de correção dentro da tendência de alta do gráfico semanal. Configurou um canal de baixa até o suporte dos 124.800 pontos. Sem conseguir fechamento abaixo do suporte, seguiu com força compradora nesta semana”, discorre.

Para ela, tendência de alta do preço junto com outros diversos indicadores sinalizam eventual retomada da tendência de alta, e o histograma do MACD ascendente indica que a “retomada começou”.

“Ainda que venham dias em baixa, a expectativa é de sequência das altas nas próximas semanas, com alvo inicial nos 130 mil pontos”, discorre.



LEIA MATÉRIA ORIGINAL